Portfólio de imóveis

EDIFÍCIO JOÃO BRÍCOLA

EDIFÍCIO JOÃO BRÍCOLA

O Edifício João Brícola é uma notória construção na cidade de São Paulo, projetada pelo arquiteto Elisário Bahiana, o mesmo responsável pelo viaduto do Chá e pelo Jockey Club de São Paulo. O edifício foi projetado em 1936 para ser a sede do Banespa, um dos maiores bancos do país à época. No entanto, o prédio da praça Ramos virou sinônimo de megaloja numa época em que não existiam shoppings em São Paulo. O Mappin inaugurou sua megaloja no João Brícola em 1939, e, desde então, o prédio tornou-se emblema de lojas de departamentos na cidade.

O João Brícola representa um marco arquitetônico da cidade de São Paulo e está localizado em uma região que integra o programa de requalificação do centro da capital paulista. O projeto de reurbanização do Vale do Anhangabaú busca transformar a região em uma área animada, segura e atraente, para ambientar eventos culturais e esportivos.

Localizado no Centro de São Paulo, em frente ao Teatro Municipal, o João Brícola é facilmente acessível por todos os meios de transporte público: ônibus, trem e metrô, além das ciclovias que interligam a região central às demais regiões da cidade.

Especificações técnicas

Localização Praça Ramos de Azevedo, 131 – Centro
ABL total 12.359 m2
Pavimentos 13
Pavimento tipo (ABL) 600 e 1.000 m2
Pé direito livre e laje a laje 2,7 – 3,7 metros
Ar condicionado Sistema individualizado
Elevadores 6 sociais e 1 de serviço
Segurança Portaria social 24 horas, com sistema de CFTV e controle de acesso
Gerador 2 geradores com 440 kVA para atendimento às áreas comuns
Ano de construção/retrofit 1939
Serviços disponíveis Sala de reunião e sala de treinamento
Acesso ao empreendimento Próximo às estações República, Anhangabaú e São Bento do metrô, e outros pontos de transporte público

 

Clique aqui para acessar o folder do empreendimento

Localização